terça-feira, 12 de abril de 2011

EU, um libertário!


Como eu já disse outraz vezes, o twitter e o facebook me afastaram do blog, que está sendo esporadicamente, apenas quando preciso escrever textos longos sobre coisas realmente importantes. É o que farei agora, para me referir ao II Seminário da Escola Austríaca, realizado no último final de semana em Porto Alegre-RS, pelo Instituto Ludwig von Mises Brasil.
De início, é preciso dizer com entusiasmo: PRABÉNS A TODOS DO IMB QUE ORGANIZARAM O EVENTO!
Na segunda-feira, logo cedo, fui ao aeroporto triste, porque não pude ficar para o Fórum da Liberdade, mas ao mesmo tempo feliz, por ver que a causa da LIBERDADE tem no Brasil defensores competentes e idealistas.
Arrastei amigos para POA para apresentá-los a EA, e todos voltaram "mudados", com certeza. Acho que fiz minha parte.
As palestras do Peter Klein foram as melhores do evento, na minha modesta opinião. O cara realmente sabe palestrar. Sua fala não cansa, os slides ajudam o acompanhamento da exposição e seu conhecimento sobre os temas é enorme.
O Robert Murphy foi outro que deu show, sobretudo com sua introdução no estilo "stand up comedy". O cara tem talento para a coisa, viu!? Eu já era fã dos seus textos esculachando as bobagens do Paul Krugman. Agora sou mais ainda.
Tirei fotos com o grande Hans-Herman Hoppe, Peter Klein e Robert Murphy. Reconheci alguns brazucas que gosto de ler, como o Rodrigo Constantino e o Hélio Beltrão, mas já passei dos 30, portanto não ia ficar tietando os caras, né? :-)
O Leandro Roque, editor e tradutor do Mises Brasil (que eu considero um gênio indomável), é o Lombardi, hehe... Procurei, mas não achei. Eu queria saber se ele é real e, em caso afirmativo, parabenizá-lo pessoalmente pelos sempre excelentes textos e pelas sempre muito bem escolhidas traduções de textos do Mises Institute. Fica para a próxima.
Troquei idéias com alguns colegas do Líber (Partido Libertários), como o Bruno Paludo e o Thiago Pinheiro. Fiquei impressionado com a convenção do partido: muitos jovens e a certeza de um futuro promissor.
Como estava com amigos, acabei não me socializando muito, mas no vôo de volta vi um cara com a sacola do seminário, e descobri que ele está montando um grupo de estudos da EA em bsb. E o melhor: ele também é servidor público. Não sou o único a perder o sono com dilemas morais, hehe...
Este mesmo post, com algumas pequenas alterações, foi postado no site do IMB. Eu precisava dizer a eles quão importante tem sido o instituto na minha vida.
Eu sempre fui o que se chama aqui no Brasil de "liberal", um cara "de direita". Sempre defendi o livre mercado, o capitalismo, o individualismo, mas não tinha a cultura necessária para ter, dentro mim, consolidados os princípios e valores associados à LIBERDADE.
Quando conheci o Instituto Ludwig von Mises, graças ao twitter, tudo mudou. Passei a ler diariamente os textos sobre a Escola Austríaca e sobre o libertarianismo, tanto do Mises Institute quanto do Mises Brasil. Fui pesquisando mais e descobri o Líber, o Portal Libertarianismo, o Ordem Livre etc. Embora já conhecesse Ayn Rand, não tinha muita leitura de suas obras. Descobri também sites que divulgam seu pensamento. Meu dia-a-dia mudou. Eu mudei. Aliás, eu me encontrei: sempre fui um LIBERTÁRIO. Meu Deus, como passei tanto tempo sem conhecer a obra de Murray Rothbard? Hoje eu tenho uma verdadeira biblioteca libertária no meu IPad.
Obrigado a todos do IMB, mais uma vez!
Viva o indivíduo!
Viva a LIBERDADE!

2 comentários:

Carol disse...

André, que bom encontrar seu blog. Mais uma forma que ler seus ensinamentos e opiniões. Tenho que admitir que sou sua fã, adoro seus livros e sua forma de escrever. Porém, peço que atualize seu blog, porque para mim esse blog é mais uma fonte de conhecimento.

André Luiz Santa Cruz Ramos (Dedeco) disse...

Obrigado, Carol.
O blog ficou meio esquecido depois que surgiram o twitter e o facebook...
Mas eu tenho mesmo que me dedicar uma vez ou outra a um posto mais longo.