quarta-feira, 15 de abril de 2009

Que nojo!

Eu não conheço a realidade dos outros países, mas eu duvido que em qualquer outro lugar do mundo a relação entre a classe "artística" (a palavra vai assim, entre aspas, porque a noção de artista no Brasil é muito larga, né? Qualquer celebridade instantânea vira artista por aqui...) e o poder político seja tão promíscua como em nosso país.
A classe "artística" é um parasita do Estado, sempre pedindo aquela ajudinha amiga pra fazer um filme, pra montar uma peça, pra pôr uma turnê na estrada. Afinal, essa coisa de capitalismo é só pra empresários, não é mesmo?
No Nordeste, os anos de eleições são a verdadeira época das vacas gordas para as bandas de forró, pagode etc. Mas não é só isso: aniversário da cidade? Festa típica? Tudo é motivo pra dispensar licitação e torrar o "din din" do povo com os "artchistas" do momento. E o povo, coitado, ainda agradece.
E as famigeradas leis de incentivo à cultura? A esquerdopatia já conseguiu até fazer com que o assunto seja "intocável". Critique essas leis pra você ver o que é bom pra tosse! Mas, se você parar pra pensar direitinho, elas são um absurdo total! Quer ser "artchista"? Ótimo. Então se preocupe em ser bom e faça algo que as pessoas gostem. Se você não consegue encher uma sala de teatro, paciência! Vá fazer outra coisa.
Pois é. Mas esse post é pra falar de algo muito mais absurdo, que demonstra ainda mais o nível de promiscudiade entre a classe "artística" brasileira e o poder político. Vejam o que noticiou a Folha de São Paulo:
----------
O deputado Fabio Faria (PMN-RN) confirmou que parte da sua cota de passagens aéreas da Câmara foi usada pela apresentadora Adriane Galisteu, sua ex-namorada. Por meio de sua assessoria, Faria disse que Adriane era sua "companheira" quando as passagens foram usadas.Ele admitiu que sua cota de passagens da Câmara foi utilizada pelos atores Kayky Brito, Sthefany Brito e Samara Felippo, que participaram do carnaval fora de época em Natal, em dezembro de 2007. Eles foram convidados para o camarote que o deputado organizou para o evento.
----------
Viram? Os "artistas" globais, com certeza endinheirados, viajaram para se divertir às nossas custas. Lá, com certeza, ainda ganharam cachê para mostrarem a cara (e a bunda também, no caso das mulheres) nos camarotes.
Dá nojo, de verdade!

Um comentário:

Thiago disse...

Rapaz, não fale mal do representante do meu estado não!